#Recife481: 3º ano do Fundamental vivencia cultura e aspectos do meio ambiente da cidade

#Recife481: 3º ano do Fundamental vivencia cultura e aspectos do meio ambiente da cidade

No contexto das comemorações do aniversário do Recife, os alunos do 3º ano (Fundamental – anos iniciais) do Visão participaram de uma programação bastante enriquecedora que começou com um passeio à Praça do Marco Zero e teve continuidade com excursão pedagógica aos bairros da Estância e à Lagoa do Araçá, no bairro da Imbiribeira. As atividades foram realizadas entre o domingo (11) e esta terça-feira (13), e visam o desenvolvimento do projeto do 3º ano para o Salão de Artes e Ciências (SAC), que tem o Recife como objeto central de estudo.

Na noite do domingo, a expectativa dos nossos pequenos aventureiros era de ver um boi “voar” acima das cabeças do público que assistia, na Praça do Marco Zero, o espetáculo “O Boi Voador”. A peça, que trouxe o contexto histórico do domínio holandês no Recife no século 17, encenou o desenrolar dos fatos relacionados à inauguração da hoje chamada Ponte Maurício de Nassau e a promessa do então conde de que faria um boi “voar” sobre ela.

Na segunda e nesta terça-feira, os grupos do 3º ano começaram a excursão pedagógica observando o bairro da própria escola, a Estância, a partir de suas estruturas físicas – ruas, casas, prédios e serviços públicos – e fazendo uma análise crítica sobre a preservação dos elementos naturais da paisagem. Logo em seguida foram ao Jiquiá, bairro vizinho, onde puderam avistar o Rio Tejipió a partir do Mangues Bar e receber informações sobre o bioma manguezal, além de observar o grave cenário de poluição em que se encontra a rio naquele trecho.

A última parada foi a Lagoa do Araçá, no bairro da Imbiribeira, onde aprenderam de forma mais aprofundada sobre o manguezal e também sobre a fauna do local. Na programação, os alunos foram orientados pela coordenadora do Fundamental II (2º ao 5º ano), Manu Barbosa, e pelas professoras Sinaide Gomes, Lídia Luna, Amanda Lima, Tia Juracy e Patrícia Oliveira.

A excursão também contou com a apoio da guia turística Lúcia Helena e do professor do Visão, o biólogo Flávio Felix.

Deixe uma resposta